Conheça a jaqueta para moto com ‘ar condicionado’.

Conheça a jaqueta para moto com ‘ar condicionado’.

maio 31, 2021 0 Por Marquinho

Comprar uma boa jaqueta para moto é um passo essencial antes de encarar o trânsito sobre duas rodas. O equipamento é imprescindível para aumentar a segurança do motociclista, independente se ele fará uma longa viagem ou vai apenas ‘ali’, em meio ao caótico trânsito urbano.

Jaqueta para moto com ar condicionado

Apesar da diversidade de produtos à escolha dos consumidores, elas costumam ter um problema. Ou são voltadas ao uso no frio e lhe farão suar em meio aos seus materiais térmicos ao rodar no calor; ou, projetadas para o verão, irão lhe metralhar jarradas de ar frio durante o inverno.

Então que tal inventar uma ‘jaqueta para moto com ar condicionado’, que garante um uso confortável independente da temperatura ‘exterior’? Esta pergunta serviu como princípio para que a empresa francesa Chill Ride desenvolve-se seu novo produto.

Como funciona a nova jaqueta de motociclista

Oficialmente, o produto é um colete – e não uma jaqueta para moto. E sim, ele promete resfriar ou aquecer o usuário, conforme lhe for mais conveniente. As temperaturas variam de 18°C a 38°C.

Para isso, adota uma espécie de radiador e bomba que fazem circular o ar no interior do colete. Numa comparação quase grosseira, podemos dizer que o mecanismo é similar ao funcionamento dos sistemas de refrigeração das motos arrefecidas a líquido.

Naturalmente, o equipamento precisará ser alimentado. Por isso, irá captar o ar através de um dispositivo preso ao paralama dianteiro. Também será ligado ao sistema elétrico da moto através de uma ‘corda hidráulica’, que se desprenderá automaticamente em caso de colisão.

Devidamente equipado, o motociclista porderá controlar a temperatura da roupa por meio de um módulo, fixado junto ao guidão. É, digamos assim, ‘o botão do ar condicionado’.

Quando chega ao mercado e preço

Em fase final de desenvolvimento, o novo produto tem previsão de chegar ao mercado apenas em 2022. Desenvolvido na França, deve estar disponível em diferentes mercados da Europa e, provavelmente, Estados Unidos.

Apesar de não saber quando e por onde o novo equipamento vem, já conhecemos o seu preço. Segundo as informações da marca, ele custará 795 dólares, o que não chega a ser uma fortuna na realidade local mas ultrapassa a barreira dos R$ 4 mil por aqui.

Por enquanto, não há previsão de ter o novo colete para motos no Brasil. Se por um lado sua proposta provoca estranhismo, por outro aponta para novas soluções trazidas pela tecnologia. E um produto que mantém o piloto numa temperatura confortável mesmo dos -5°C do Rio Grande do Sul em julho aos 45°C do Maranhão em janeiro não parece te todo uma má ideia.