Proprietários de veículos no Rio Grande do Sul que já efetuaram o pagamento do IPVA e do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) têm encontrado dificuldades para obter os documentos atualizados de 2022 no aplicativo Carteira Digital de Trânsito. Mesmo quem pagou em dezembro, a geração dos novos documentos só iniciou a partir da virada de ano. No entanto, muitos usuários relatam ainda estar com os documentos referentes ao exercício 2021 no aplicativo. Desde 2019, a geração do registro é feita apenas de forma digital, podendo ser impresso, caso o proprietário do veículo não queira depender do smartphone para portar o documento.

Segundo o Detran-RS, ainda há instabilidade em algumas versões do aplicativo. Portanto, a principal orientação é atualizar ou reinstalar o aplicativo. Caso o problema persista, o departamento alerta que pode se tratar de alguma pendência que esteja impedindo o licenciamento. Neste caso, o usuário deve procurar os canais de atendimento, como o disque Detran (0800-905-5555), ou o chat presente no site da autarquia ou através da Central de Serviços.

Em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade, da Rádio Gaúcha, o diretor-geral do Detran-RS, Ênio Bacci garantiu que a exigência dos documentos de 2022 passam a valer oficialmente a partir dos meses de junho e julho, conforme o número da placa do veículo. Até lá, o CRLV referente ao ano passado continua sendo aceito pelas autoridades de trânsito. Mesmo assim, ele admite que ainda há pontos do aplicativo que precisam ser ajustados, como o pagamento conjunto dos documentos. Atualmente, o sistema permite que o CRLV e o IPVA só possam ser quitados separadamente. — A responsabilidade nesse caso é da Procergs (Companhia de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul), que desenvolveu o aplicativo. Mas já fizemos a solicitação e esperamos resolver esse problema nos próximos dias — afirma.

Reajuste confirmado Bacci também confirmou que o RS terá novos valores para quem for renovar ou tirar a primeira via da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O reajuste – que segundo diretor-geral “não é um aumento”, acompanha a variação da Unidade de Padrão Fiscal (UPF), que será de 10,42%.

Primeira habilitação Aumento (estimativa) Categoria A (moto): aumento de R$ 220,02 Categoria B (carro): aumento de R$ 256,16 Categoria AB (moto e carro): aumento de R$ 407,07 Categorias C, D ou E: aumento de R$ 258,96 Valor final (estimativa) Categoria A (moto): R$ 2.331,56 Categoria B (carro): R$ 2.714,52 Categoria AB (moto e carro): R$ 4.314,06 Categoria CDE (cargas e passageiros): 2.744,24 Renovação da habilitação Valores totais (estimativa) Renovação simples (até 65 anos): R$ 267,79 Renovação simples (65 anos ou mais): R$ 160,66 Renovação com avaliação psicológica (até 65 anos): R$ 352,48 Renovação com avaliação psicológica (65 anos ou mais): R$ 211,08

What's your reaction?
Feliz0
Legal0
Uau0
Será?0
Triste0
Bravo0
Chocado0

3 Comments

  • Miki Williams
    30 de April de , 12:55

    You always think about your clients first! And that’s amazing because sometimes we need fast assistance.

    • Martin Moore
      30 de April de , 12:56

      I liked the blog very much! Will definitely recommend it to everyone!

  • Jhon Miller
    30 de April de , 12:57

    This was very helpful, thanks guys!

Leave a Comment